Balancear o tempo entre as demandas administrativo-financeiras de seu negócio e a execução de tarefas parece um desafio para um equilibrista, não é mesmo?

Mas saiba que um dos principais motivos para a falência de empresas é a falta de gestão. Por isso, é muito importante que você facilite o controle e a tomada de decisões relativas ao setor administrativo-financeiro.

Para realizar a gestão do seu negócio com eficiência é preciso monitorar com frequência a saúde financeira da sua empresa. Uma forma de fazer isso é acompanhar com frequência o resumo financeiro da sua organização.

Mas o que é resumo financeiro e porque ele é importante? Confira nesse post!

O que é um resumo financeiro?

Um resumo financeiro traz as principais informações sobre a saúde da sua empresa no que diz respeito aos aspectos financeiros. Porém, para se chegar a uma versão resumida dessas informações, diversos outros aspectos deverão estar previamente organizados.

Dica: 4 práticas para organizar o setor financeiro de uma empresa

Alguns deles são:

  • fluxo de caixa (as entradas e saídas de dinheiro, como custos e despesas fixos, custos e despesas variáveis, contas a pagar);
  • investimentos;
  • projeção de receitas e despesas;
  • capital de giro existente;
  • entre outros.

Parece muita coisa para controlar, não é mesmo? Por isso é essencial adotar ferramentas que facilitem esse acompanhamento — talvez você já utilize planilhas, mas sabe que gerenciá-las exige tempo.

É recomendável, então, utilizar um sistema de gestão financeira, que seja alimentado diariamente e que cruze de forma automatizada os dados. Geralmente, esse tipo de sistema apresenta as principais transações que ocorrem na sua empresa em forma de resumo financeiro.

Porque ele é tão importante?

Engana-se o gestor que acredita que deve mensurar os resultados financeiros apenas uma vez por mês, ou pior, a cada três ou seis meses. Acompanhar o resumo financeiro com frequência ajuda tomar melhores decisões no dia a dia e mapear tendências no que diz respeito a lucros e prejuízos.

Monitorar o resumo financeiro vai ajudá-lo a comparar o que foi planejado com o que está sendo realizado, além de fazer as devidas correções ao longo do percurso — e se necessário, acertar a direção semanalmente ou até diariamente.

Você realmente tem interesse em fazer a gestão financeira da sua empresa funcionar? Clique no banner e conheça nosso curso gratuito!

Inscreva-se no mini curso de gestão 1.0

Para pequenas empresas e quem é MEI (microempreendedor individual), ter um controle eficiente de suas contas é ainda mais importante, já que existe maior tendência em “misturar as contas” quando não há grande número de funcionários dependentes.

Para chegar às informações sintetizadas de um resumo financeiro, será necessário manter a organização de todas as outras transações que ocorrem na empresa.

Parece uma tarefa árdua, considerando que além de fazer isso, você deve gastar tempo com a melhoria da entrega de seus serviços e do atendimento ao cliente. Mas saiba que a organização é o primeiro passo para garantir eficiência e competitividade.

Como começar?

Como já falamos antes, vale a pena investir em um software de gestão financeira, pois diversos processos que seriam feitos manualmente (no papel) ou através de fórmulas (no Excel), são automatizados com esse tipo de sistema.

Dica: Como escolher um gerenciador financeiro empresarial para seu negócio?

Economiza-se tempo e dinheiro, na medida em que todas as informações necessárias podem ser acessadas de qualquer lugar, e o próprio sistema lhe avisa quando será necessário executar determinadas transações.

Ficou curioso para entender ainda mais o que é resumo financeiro e como funciona um software de gestão financeira?

Então clique no banner e experimentar esse serviço de forma gratuita!

Flua, Contas atualizadas em tempo real