A rotina de uma pequena e média empresa é feita de inúmeros desafios. São recursos financeiros limitados, mercado cada vez mais competitivo e o desejo do empreendedor em lucrar. E o controle das contas a pagar e receber se torna essencial diante da necessidade de crescimento.

O controle financeiro eficaz engloba manter as contas a pagar e a receber organizadas. É preciso que você possa avaliar o que foi feito no passado e o que está acontecendo no presente, para então, estabelecer estratégias que possam resultar em bons resultados.

Dica: Saiba como encontrar o ponto de equilíbrio financeiro da sua empresa

Via de regra, se sua gestão financeira não consegue controlar as contas a pagar, a empresa acaba não honrando seus compromissos e, desembolsando mais recursos do que deveria, já que irão incidir juros e multas.

O mesmo acontece com os recebimentos, caso a empresa não possa determinar o quanto de recursos irá entrar em caixa, não poderá realizar os investimentos devidos e, consequentemente, estará com o fluxo de caixa negativo e falta de capital de giro.

Pensando nisso, elaboramos algumas dicas que ajudarão você a manter um maior controle das contas a pagar e a receber de forma mais eficiente. Confira!

1. Separe as contas pessoais das contas da empresa

Misturar as contas pessoais com as da empresa é uma prática muito comum nas micro, pequenas e médias empresas. Vira e mexe o empreendedor está tirando dinheiro do caixa para pagar a mensalidade da escola dos filhos, do supermercado, dos gastos com seu carro e outras despesas pessoais. Quando tal prática é realizada, o empresário acaba perdendo total controle, tanto das contas de casa quanto das contas da empresa, sendo esta última que tende a quebrar primeiro.

A palavra-chave para não correr o risco de comprometer o negócio é organização, ou seja, separar sua vida pessoal da empresarial. Para pequenos empreendedores o fato se torna ainda mais complicado, devido uma rotina multifuncional, dividida entre controlar estoque, gerir, vender, pagar funcionários, entre outras.

Uma dica aqui é definir as retiradas mensais através do pró-labore. Pense que se você retira o lucro da empresa, seu negócio fica sem capital.

Dica: Quer mais motivos para separar suas finanças pessoais das da empresa? Então leia: 
Por que separar o controle financeiro empresarial do pessoal?

2. Priorize as contas a pagar

Caso a sua empresa esteja com problemas para ter as contas pagas em dia, dê prioridade as que se não forem pagas podem influenciar na execução das atividades. Ou seja, se você não pagar a luz e a água, elas serão cortadas, certo? E você terá que interromper o fluxo de produção, certo? Então, antes mesmo de destinar o dinheiro para outras coisas, tenha certeza que as contas de maior prioridade sejam pagas e caso ainda não tenham vencido, reserve para poder quitar ao longo do mês.

3. Controle os vencimentos

O grande erro de muitos empreendedores é não saber identificar as contas em curto, médio ou longo prazo ou mesmo não manter qualquer tipo de registro e controle.

O controle rigoroso de todas as movimentações da empresa possibilita que o empreendedor saiba o que tem a pagar e o quanto receberá, evitando multas e juros por conta de atrasos e que invista recursos que ainda não entraram no caixa.

4. Implante um sistema de gestão financeira

Monitorar as contas a pagar e as contas a receber de forma automatizada vem sendo a saída encontrada por muitos gestores para evitar grandes problemas para o negócio.

A utilização de sistemas de gestão financeira que organizem o que o empreendedor terá que pagar em um determinado período ou mesmo o que receberá, mantendo um acompanhamento constante das movimentações, possibilita ao gestor que possa avaliar a saúde financeira do seu negócio, negociar prazos ou mesmo estabelecer estratégias que contemplem melhores resultados e o crescimento da empresa.

Além disso, com a utilização de um software, erros de digitação e retrabalhos acabam sendo eliminados ou mesmo reduzidos, o que otimiza o tempo gasto na execução das atividades, reduz os custos e aumenta a produtividade. 

Agora que você já conhece a importância de manter as contas a pagar e a receber em ordem, que tal compartilhar conosco sua opinião? Como é realizada esta organização na sua empresa? Aguardamos você!